Depois de alguma experiencia programando para devices, começarei aqui a postar artigos sobre desenvolvimento para Android. E no futuro, artigos de programação de jogos em Android para o  Ponto V! Mas enquanto isso não chega e sem pular etapas para como fazer um jogo, vamos discutir como fazer aplicações para Android. Esse primeiro artigo da série é apenas um overview da plataforma.

O que é o Android?

Android, mesmo com esse nome, não vai te ajudar a criar um exercito de robos guerreiros sem emoção que irão livrar a terra da humanidade.😛

Android é um projeto open-source que inclui um sistema operacional, midlleware e uma API que te ajudam a desenvolver aplicações para devices, baseado no kernel do linux, iniciado pela Android Inc. que foi comprada pelo Google em 2005.

Também tem suporte para varios tipos de hardwares e sensores como touchscreen, trackball, keyboard, o que abre mais oportunidades para os desenvolvedores diversificarem suas aplicações usando informações como posição global(GPS), velocidade, pressão(sim, utilizar barometros), direção, angulo e na versão mais recente (Android 3.0 Honeycomb) algo chamado de NFC (Near Field Comunication), que é um hardware que comunica com outros devices proximos que tenham esse tipo de hardware, com isso é possivel pagar contas tocando seu smartphone em outro dispositivo, ou ainda colocar ele do lado de um cartaz e ver informações sobre ele e os desenvolvedores tem acesso a todas essas features.

Ele não é um telefone em si, ele inclui uma implementeção de referencia para empresas que produzem smartphones, mas não existe um “Android phone”, no lugar disso, Android foi feito para suportar muitos tipos de hardware.

Como desenvolver para Android?

Para criar aplicações para Android, é utilizada ( felizmente😀 ) a linguagem Java. Mas o Android não roda suas classes Java diretamente, ele as compila e quem roda é a Dalvik Virtual Machine, que é uma JVM desenvolvida para o Android que tem um Garbage Collector diferente, fora o fato de colocar todos os programas em execução como parte de um sistema maior (isso será discutido mais para frente), e não simplesmente como programas dentro de uma “caixa” sem acesso a nada a seu redor como outros SOs fazem com suas aplicações.

Como testar?

As aplicações podem ser testadas no computador pelo ADV (Android Device Emulator), que vem junto com o Android SDK. Com o emulador é possivel simular varios tipos de sensores, hardwares, fazer ligações (fake é claro) e mensagens. Com o emulador, é possivel testar suas aplicações em diversos tipos de hardware, varios tamanhos de tela e ter idéia de como os usuarios vão ver sua aplicação.

Bem, isso é só o inicio da série, veja agora como configurar o ambiente para realmente começarmos a programar.